Relatório Mundial sobre a Malária 2018

20 November, 2018

Caros Colegas do grupo de discussão HIFA-pt,

A OMS acaba de lançar o novo relatório de 2018 sobre a situação da Malária no mundo. O relatório mostra que após um período de sucesso no controle global da malária, este progresso estacionou. Os dados de 2015-2017 destacam que nenhum progresso significativo na redução de casos globais de malária foi atingido. Houve uma estimativa de 219 milhões de casos e 435 mil mortes relacionadas à doença em 2017.

O Relatório Mundial da Malária de 2018 baseia-se em dados de 91 países e áreas com transmissão contínua da malária. A informação é complementada por dados de pesquisas domiciliares nacionais e bancos de dados mantidos por outras organizações.

Moçambique é um dos países mais afligidos pela Malária. Cerca de 40% da população de Moçambique é portadora do parasita da malária.

Em 2017, havia ao redor de 10 milhões de casos de Malária em Moçambique que é uma das principais causas de pobreza no mundo e afeta desde o desempenho das crianças na escola até a produtividade das pessoas em seus locais de trabalho. Ele interrompe a vida cotidiana ao mesmo tempo em que sobrecarrega o sistema de saúde e as finanças do governo.

Segundo a Ministra da Saúde de Moçambique, a Dra Nazira Karimo Vale, o Governo de Moçambique reconhece a necessidade de ação urgente e intensificada. “Estamos plenamente conscientes - e nos responsabilizamos - pela necessidade de acelerar a implementação de medidas de controle para reduzir rapidamente o fardo das doenças em Moçambique e apoiar os esforços regionais e globais para eliminar a malária”.

Para acessar ao relatório: http://www.who.int/malaria/publications/world-malaria-report-2018/en/.

Para saber mais sobre a situação da Malária em Moçambique, acesse:

http://www.who.int/news-room/feature-stories/detail/mozambique-signals-u...

Vale à pena dar uma olhada.

Regina Ungerer

Perfil HIFA-pt: Regina Ungerer é médica e especialista em saúde global. Durante dez anos foi a Coordenadora da Rede ePORTUGUÊSe da Organização Mundial da Saúde. Atualmente trabalha no Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz no Rio de Janeiro. Board Member da Sociedade Internacional de Telemedicine e eHealth (ISfTeH) e Diretora de relações Internacionais da Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTMS).